Projeto Original Do Reino De Deus

Postado por Amo adorar ao Senhor Jesus | 09:31 | 1 comentários »




Deus é soberano (Sl 24.1,2) e tem o governo dos céus e da terra (Dt 10.17; I co 10.26). Pois foi ele quem os criou (Gn 1—2; Hb 1.10; 11.3). Não obstante, pouco se estuda acerca de nossa participação no governo do Reino de Deus: Nossos deveres e obrigações no cuidado e na mordomia de tudo que Ele nos confiou (Gn 2.15-17,19; I Co 3.16,17; 6.19,20).
Assim, o propósito de hoje é estudarmos sobre o Reino de Deus nas Escrituras, bem como suas manifestações no presente e no futuro, porque desejamos que a igreja do Senhor, na atualidade, busque intensamente estabelecer os valores do Reino de Deus através de sua prática e vivência.
Conceito bíblico De Reino de Deus

1.         Definição de Reino de Deus. A expressão Reino de Deus aparecerá algumas vezes no decorrer da lição. Você sabe o seu significado? Podemos definir o reino de Deus como a soma de “todas as bênçãos, promessas e alianças que o Todo Poderoso destinou aos que recebem a Cristo Jesus”.

2.      Os aspectos do Reino de Deus. De acordo com as sagradas escrituras, o Reino de Deus apresenta tanto aspectos presentes quanto futuros:

a)      Presente. Na atualidade, o reino divino está presente na vida dos filhos de Deus, a saber, os salvos em cristo. Estes foram libertos das trevas e transportados ao “Reino do filho do seu amor” (Cl 1.13). A partir desta experiência salvífica , é possível afirmar que toda pessoa, nascida de novo em Cristo Jesus, é dirigida pelo Espírito santo e, consequentemente, tem a sua vida governada através dos valores do Reino (Ef 2.10).
b)      Futuro. O aspecto futuro do Reino de Deus está ligado ao reino milenar de Cristo sobre a terra por ocasião da sua segunda vinda em glória ( Co 15.23-25). Até mesmo a criação inanimada “espera” por esse glorioso dia ( Rm 8.19-23). E você? Aguarda ansiosamente A VINDA DE JESUS CRISTO, o Rei dos reis?
c)      O governo do Reino. Deus criou os céus e a terra (Gn 1.1) ele tem o governo de todas as coisas. Seu domínio, soberania e autoridade real jamais terão fim. Os reinos deste mundo são transitórios, mas o de Deus é eterno. O Deus soberano governa o mundo todo. O Eterno intervém na criação e na história, manifestando seu poder, sua glória e suas prerrogativas contra o domínio do pecado.

O Reino de Deus nas Sagradas Escrituras

1.         No Antigo Testamento. Apesar da expressão Reino de Deus não parecer no Antigo testamento, o senhor é apresentado como o Rei de Israel ( Is 43.15), da terra e de todo universo (Sl 24; 47.7,8; 103.19). estas e outras referências manifestam a prerrogativa soberana de Deus sobre a criação. Ele reina para sempre ( Sl 29.10).
2.      Em o novo Testamento. A mensagem central do ensino neotestamentário  é o reino de Deus. Este foi apregoado por João Batista ( Mt 3.2) e confirmado pelo ensino de Jesus cristo ( Mt 6.33).

a)      Na pregação de João Batista. João veio pregando no deserto: “Arrependei-vos porque é chegado o Reino dos céus” ( Mt 3.2). O fato de uma pessoa ser israelita e “filho da promessa” (Gl 4.28) Não lhe assegurava o direito de entrar no Reino de Deus. Era preciso produzir frutos dignos de arrependimento. Pois, as boas obras são o resultado de um autêntico arrependimento (Lc 3.8)
b)      No Ensino de Jesus. A proclamação e a concretização do Reino de Deus foram o propósito central do ministério de ensino de Jesus. O reino dos Céus foi o tema de sua mensagem e ensino na terra ( Mt 4.17). No Sermão da Montanha, Jesus conclamou a multidão que o ouvia a buscar, com diligência e em primeiro lugar, o Reino de Deus ( Mt 6.33). Ele estava ordenando a todos nós, seus seguidores, a buscar a Deus resolutamente e a fazer a sua vontade. Querido irmão, você tem procurado com diligência o governo soberano do Altíssimo em todo seu modo de viver?
3.      Reino de Deus ou Reino dos Céus. Nos evangelhos de Marcos e Lucas a expressão “Reino de Deus” aparece com frequência. Todavia, no evangelho de Mateus, a expressão mais usada pelo evangelista (aparece cerca de trinta e quatro vezes) é “Reino dos Céus”. A maioria dos eruditos bíblicos concorda que o emprego da expressão “Reino dos Céus” foi aplicado por Mateus devido à rejeição do povo israelita ao uso indiscriminado do nome de Deus. Logo, as expressões “Reino de Deus” e “Reino dos Céus”, quando comparadas entre os Evangelhos sinóticos –-Mateus, Marcos e Lucas –-São sinônimas e intercambiáveis (cf.Mt 5.3; 13.10,11; Mc 4.10,11; Lc 6.20).
As Manifestações Do Reino de Deus
1.         No Passado. A nação de Israel era uma monarquia teocrática. O Senhor levantou reis para o povo judeu (Dt 17.14,15; Dt 28.36; cf. I Sm 10.1; I Sm 16.13) e estabeleceu normas reguladoras de relacionamento politico entre o governante e a nação ( I Sm 8.10-22). O objetivo de Deus era preparar o caminho para salvação da humanidade através da nação de Israel. Contudo, por causa dos desvios do povo judeu e da rejeição de seu Messias, Jesus Cristo, o reino divino foi-lhes retirado, ou seja, Israel na atualidade não tem mais a função de propagar o Reino de Deus ( Mt 21.43; Rm 10.21; 11.23). Tal missão cabe agora à igreja. Israel, porém, será restabelecido espiritualmente no futuro, conforme escreve Paulo ( Rm 11.25-27).
2.      No Presente. O Reino de Deus foi estabelecido de forma invisível na igreja por intermédio do Rei dos reis. O reino divino pode ser visto nos corações e nas vidas de todos aqueles que se arrependem, creem e vivem o evangelho ( Jo 3.3-5; Cl 1.13). Não se trata de um Reino politico ou material que, por definição, é transitório e passageiro, mas de uma poderosa, transformadora e eficaz operação da presença de Deus em através de seu povo ( Mc 1.27; II Co 3.18; i Ts 4.1), Refletindo-se em toa a realidade à nossa volta, produzindo transformação.
3.      No Futuro. Durante o Milênio, predito pelos profetas do Antigo Testamento ( Sl 89.36,37; Is 11.1-9; Dn 7.13,14), Jesus Cristo reinará literalmente na terra durante mil anos ( Ap 20.4-6). E a Igreja reinará juntamente com Ele sobre as nações ( Mt 25.34; Ap 5.10; 20.6; Dn 7.22). O reino milenial de Cristo dará lugar ao reino eterno de Deus, que será estabelecido da nova terra ( Ap 21.1-4; 22.3-5) A nova Jerusalém (Ap 21.9-11). Os habitantes são os redimidos do senhor de todos os tempos. Que alegria nos inundará a alma quando, de eternidade em eternidade, estivermos juntos com o Senhor ( Dn 7.18)!

Conclusão
No Reino de Deus, a vontade do Pai é conhecida e praticada por amor, devoção, prazer, submissão, dever e gratidão ( Rm 5.5; II Co 9.13; Lc 18.1, Jn 2.9. Fazer continuamente a vontade de Deus, nesse Reino, deve ser a nossa maior prioridade, não importando os obstáculos “pois que por muitas tribulações nos importa entrar no Reino de Deus “ ( At 12.22). O Reino de Deus e sua justiça devem ser o nosso anseio e alvo principal. ( Mt 6.33).

As minhas Promessas

Postado por Amo adorar ao Senhor Jesus | 14:00 | 1 comentários »


Estou aguardando no Senhor a realização de cada uma delas, porque eu sei que aquele que prometeu é fiel para cumprir.
Isso não quer dizer que, as vezes não bate um desânimo porque, bate sim, pois os dias, meses, anos vão se passando e nada acontece... o que me conforta é saber que o tempo de Deus não é o meu tempo, pois para Ele um dia pode ser mil anos,  e mil anos um dia. (II Pedro 3:8)
Quantas vezes não passa pela nossa cabeça que foi palavra do homem, e não de Deus, devido o seu  silêncio com relação á isso. É como se Ele tivesse desistido de realizar em nós os seus sonhos...
Mas as promessas do Pai vão se cumprir na minha e na tua vida, não importa o que a realidade diz, nós receberemos cada uma delas, não sei pra você, mas pra mim, será como um troféu, como reconhecimento direto do Pai pra minha vida.
Pois só Deus é quem sabe de tudo que passamos, só Ele contempla o que muitas vezes não imitimos som algum de nossos lábios, porque o maior som ecoou no nosso coração.

Assim como eu tomei posse de uma palavra, tome posse você também.


Repita isso: Vou romper as barreiras, eu vou conquistar 

Eu tenho a promessa de Deus em minha vida e não vão me parar.

Amém!   A paz.



Lei da Semeadura

Postado por Amo adorar ao Senhor Jesus | 15:11 | 9 comentários »

Pregação baseada em Gl.6:7-8   
TEMA
ACREDITE!!! O QUE VOCÊ PLANTOU, VOCÊ VAI COLHER

Introdução: Carta do apostolo Paulo aos Gálatas, destinada as igrejas do Sul da Galacia fundada em sua primeira viagem missionária, incluindo, Icônio, Derbe e Listra.
Aproximadamente no ano 49 d.C
Propósito: Refutar os judaizantes (Facção de judeus extremistas dentro da igreja) que ensinavam que os crentes gentios deveriam obedecer a lei judaica a fim de se salvarem e conclamar os cristãos a fé e a liberdade em Cristo.

ESTE VERSICULO É CONHECIDO COMO A LEI DA SEMEADURA

Por que diz: tudo o que o homem semear isto também ceifará.
A lei da semeadura pressupõe, ou seja, dar a entender duas coisas:
1.     A plantação de uma semente
2.    A plantação de uma boa semente

Obs: Nós temos o poder de plantarmos o que quisermos , pois existe uma grande variedade de sementes.

Existe as sementes ruins: Ira, inveja,maledicência,ódio, contendas, ciúmes,intrigas...que não trazem boas conseqüências, pois são sementes da carne.
Consequência:
 A palavra de Deus diz em Jó. 4:8 – Segundo eu tenho visto, os que lavram iniqüidade e semeia mal segam isso mesmo.
O que semeia perversidade segará males...(Pv.22:8)

Existem as sementes boas: Bondade, mansidão, misericórdia, amor, compaixão...essas estão sendo semeadas no espírito
Conseqüência:
Aquele que leva a preciosa semente, andando e chorando, voltará sem dúvida com alegria, trazendo consigo os seus molhos. (Sl 126.6)
Nessa vida tudo o que fazemos é considerado semeadura. Qualquer ato que fizermos aqui é uma verdadeira plantação, seja para o bem ou para o mal um dia colheremos o que plantamos. E se você semeou pouco, você colherá pouco e se você plantou muito, você colherá muito.
Você pode escolher o que plantar, mais o que colher não!!!
MENSAGEM
A palavra de Deus diz em Mc 4.26-29 E dizia: O reino de Deus é assim como se um homem lançasse sementes a terra...
IREMOS FALAR DO QUE VIEMOS PLANTAR

Você esta com a sua semente aí? A semente representa seus sonhos. E CLARO! Toda semente precisa-se de uma boa terra para ser plantada.
O PROCESSO DA PLANTAÇÃO
IMAGINE!

Quem já plantou sabe e até mesmo aquele que não, sabe como fazer...
Toda plantação seja ela terrena ou espiritual passa por um processo de crescimento e muita das vezes a demora é grande e não temos a paciência de esperar. Em Ec. 3.1-2 diz: Que a tempo para todas as coisas, tempo de plantar e tempo de arrancar o que se plantou.
1Co.3.7-8 diz: Que o que planta e rega são um só, mas, quem da o crescimento é Deus! Espere o tempo que for necessário, Deus sabe o momento exato de lhe conceder o tão esperado fruto. O crescimento pode ser da noite pro dia, Deus faz coisas impossíveis!
SONHOS JÁ PLANTADOS

Durante algum tempo, você plantou, regou, e por não ver logo o resultado você desistiu.
Deus não quer que você desista, Ele quer que você volte a regalos
Regue,com suas lágrimas Sl 126.6, com a sua oração e suplica no espírito em todo o tempo  Ef6.18
E Eu tenho certeza de uma coisa, você vai ver a glória de Deus na sua vida, Confie nEle !